Pilates

Pilates
Studio Ki

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Mãe inventou sequestro após doar bebê

Segundo investigações da Delegacia de Investigações Gerais de Sorocaba, menino teria sido doado por livre e espontânea vontade pela mãe a casal de Bragança Paulista. Leia o desfecho da história no Cruzeiro do Sul.  

Polícia encontra criança de um ano desaparecida após sequestro em Sorocaba
Mãe de menino teria sido abordada, drogada e estuprada, entenda o caso

A Polícia Civil de Sorocaba (SP) encontrou na noite desta quinta-feira (16) a criança de um ano e oito meses que supostamente teria sido sequestrada na quarta-feira (15). Segundo o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), José Urban Filho, a criança estava em Bragança Paulista. Ela foi levada para a delegacia da DIG e passa bem. Apesar do pouco tempo, o caso ganhou grande repercussão nas redes sociais. Famílias e amigos também distribuíram cartazes - aproximadamente 10 mil - pela cidade e região.
Junto com a criança, os policiais levaram até a DIG de Sorocaba um casal que estava com o menino. Segundo a polícia, eles serão ouvidos ainda nesta noite, juntamente com outros parentes do menino.
O delegado não quis passar mais detalhes da investigação. "O direcionamento de hoje é que trabalhamos exclusivamente para recuperar a criança", diz. Urban Filho disse que mais detalhes serão dados nesta sexta-feira (17).
Durante à tarde, a mãe do garoto, de 19 anos, prestou depoimento. O Conselho Tutelar também foi chamado e acompanha a investigação. Segundo Urban Filho, a criança está sob responsabilidade do órgão. Muitos parentes dos envolvidos foram até a delegacia para acompanhar o caso.

Entenda o caso
O desaparecimento de um bebê de um ano e oito meses mobilizou a população de Sorocaba nas redes sociais. De acordo com informações da polícia, a criança teria sido sequestrada na noite de quarta-feira, quando estava com a mãe, que seguia a pé até um supermercado localizado no Jardim Sônia Maria.
Segundo o boletim de ocorrência, um casal que estava em um carro, abordou a mulher, ofereceu carona e ela aceitou, já que a mulher se apresentou como amiga da família e também estava indo para o supermercado. Segundo relatos da mãe à polícia, ela teria sido ameaçada pelo homem e obrigada a tomar uma bebida que a deixou dopada. Em seguida, foi abandonada em outro bairro da cidade, sem a criança e a bolsa.
Ainda segundo o boletim de ocorrência, a mulher afirmou ainda que, após ser abandonada, ainda estava desorientada, quando foi abordada por outro motorista, colocada à força no carro e levada para um motel, onde teria sido estuprada.
O motorista deixou a vendedora perto de um hospital particular da cidade, onde ela foi medicada. Ela também teria passado por exame de corpo de delito no hospital para comprovar o abuso sexual, mas o resultado ainda não foi divulgado.
Os funcionários do hospital que acionaram a polícia. Após atendimento à mulher, policiais registraram boletim de ocorrência como sequestro e cárcere, estupro e roubo.

Leia Mais