Pilates

Pilates
Studio Ki

domingo, 9 de março de 2014

Jardim Botânico de Sorocaba será inaugurado sábado dia 15 de março

Sorocaba será uma das poucas cidades do Brasil a contar com este espaço destinado ao lazer, pesquisas acadêmicas, educação ambiental e à preservação do meio ambiente

No dia 15 de março, às 9h, Sorocaba ganhará o Jardim Botânico "Irmãos Villas Bôas". O prefeito Antonio Carlos Pannunzio vai inaugurar esse novo espaço destinado ao lazer, pesquisas acadêmicas, educação ambiental e à preservação do meio ambiente. Com uma área de aproximadamente 70 mil metros quadrados, o novo cartão postal da cidade está localizado numa área entre as ruas Pedro Wurschig e Miguel Montoro Lozano, no Jardim Dois Corações, próximo ao Parque das Águas. A partir da entrega, o prefeito convida os sorocabanos a conhecerem o novo espaço de lazer e estudo.
Situado numa área com vegetação de transição de Cerrado e Mata Atlântica, o Jardim Botânico terá como principal objetivo trabalhar com as espécies locais e regionais da flora. "O Jardim Botânico servirá para a preservação, cultivo e exposição de diferentes espécies de plantas, em especial as nativas, e sediará atividades de educação ambiental, como cursos, oficinas e palestras. Além disso, será um espaço de pesquisa e de lazer para a população", explica Jussara de Lima Carvalho, secretária do Meio Ambiente (Sema).

Com isso, Sorocaba será uma das poucas cidades do Brasil a contar com um espaço destinado ao lazer, pesquisas acadêmicas, educação ambiental e à preservação do meio ambiente.
Atualmente, 36 jardins botânicos são associados à Rede Brasileira de Jardins Botânicos, entre eles o Jardim Botânico de Sorocaba. Trata-se de instituições-chave para a geração e difusão do conhecimento sobre as plantas, seus usos e habitat, informações que representam hoje um dos patrimônios mais importantes do Brasil. O investimento total para a construção do parque foi de aproximadamente R$ 5 milhões.

O Jardim Botânico de Sorocaba funcionará de terça a domingo, das 9h às 17h. A entrada será gratuita.

Os espaços do Jardim Botânico
Com uma área de 500 m², o Palacete de Cristal será o principal edifício do Jardim Botânico de Sorocaba e chama a atenção de quem passa próximo ao local. O prédio teve como referências os Palácios de Cristal de Londres, de Petrópolis e de Curitiba.
Constituído quase que inteiramente por vidros, além das demais estruturas, todas metálicas, e um telhado com isolante térmico, o palacete abrigará coleções de plantas nativas e ornamentais e também será utilizado para exposições e eventos.

O palacete conta também com um mezanino, uma passarela para apreciação dos canteiros internos e da paisagem e um elevador para acesso das pessoas com deficiência.
O salão multiuso será utilizado para atividades de Educação Ambiental e também abrigará um herbário, que funcionará como uma biblioteca de plantas secas prensadas, que ficarão catalogadas e identificadas com informação sobre a espécie e o local onde foram colhidas. "O herbário será uma biblioteca que servirá como uma fonte de pesquisa constante da biodiversidade das plantas e servirá como referência para a identificação e pesquisa", explica Clebson Ribeiro, secretário de Serviços Públicos (Serp).
Construído com tijolos de demolição pelos reeducandos, o orquidário abrigará diversas espécies da flor. Já o roseiral possui o formato de um sol, com 12 raios e abriga 27 variedades de rosas, desde as mini-rosas até as rosas híbridas.
Por último, no mirante do Jardim Botânico, os visitantes terão a oportunidade de contemplar uma vista panorâmica de Sorocaba. "Ele está localizado no ponto mais alto do parque e possui uma vista espetacular do nosso município, onde podemos ver o Vale do Rio Sorocaba, o morro da Fazenda Ipanema e a Serra de São Francisco, em Votorantim", explica Clebson Ribeiro.

Acessibilidade e sustentabilidade
A construção do Jardim Botânico de Sorocaba foi projetada considerando os seguintes valores do tripé sustentabilidade: ser ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável.
Um detalhe importante da obra é que o Jardim Botânico está sendo construído com total acessibilidade para crianças e adultos portadores de deficiência física. "Esse foi um dos pontos principais do projeto. Pessoas com qualquer dificuldade de locomoção poderão visitar o Botânico, que possui rampas de acesso, portas largas e banheiros adaptados. O Palacete de Cristal, inclusive, tem elevador", explica Solange Maciel, arquiteta da Sema.

Já na questão da sustentabilidade, foram utilizados materiais e soluções técnicas para promover a redução da poluição, a melhoria da qualidade do ar e do solo, conforto nos ambientes internos e economia de recursos de água e energia elétrica, por exemplo.
"Implantamos várias maneiras para armazenar a água de chuva no sentido de conservar a água e reaproveitá-la na irrigação do jardim e das plantas do local", declara Clebson Ribeiro. Entre as iniciativas, além dos espelhos d'água, a Prefeitura implantou cisternas, contenções por terraceamentos, bacias de sedimentação e a drenagem das vias do Jardim Botânico.

Na questão social, houve a inclusão dos reeducandos, egressos do sistema prisional da cidade na construção do orquidário e na manutenção do parque.

Leia Mais